as minhas lágrimas regam o caminho

pelo qual eu quero passar

os meus pés andam sozinhos

pelo caminho que eu sei se consigo trilhar

meu corpo adormecido padece

em cada esquina

em cada prece

se estou sozinha ou em depressão

não sei diferenciar

só sei que o fim do abismo

eu nem consigo mais enxergar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s