Às vezes vida vem a tona, de dentro para fora. Quando está tudo em silêncio, tudo tranquilo, quase consigo pegar a quietude com as pontas dos dedos. A consciência de que tudo pode mudar, de que tudo está sempre mudando em seu ritmo, desenrolando-se como deve ser.

E o caminho a ser percorrido ainda é longo.

É que estou me sentindo grata. Os últimos meses foram intensos de emoções que finalmente surgiram e foram tratadas como deveriam ser.

Busco deixar o controle se desmanchar em minhas mãos. Percebi que não tenho controle sobre meu corpo, minha mente, sobre as outras pessoas… Não é como se eu estivesse aqui à deriva. Há caminhos, dores a serem sentidas, sentimentos a serem evocados, almas a serem tocadas.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s