dancing

(não achei quem pintou esse desenho)

                                           O vento gelado sopra em minha alma.

Estou numa em uma clareira

meus pés se enraízam no chão

dançam pela grama e rodopiam em seu próprio eixo

Eu não sinto mais medo

Tudo está em seu devido lugar: na desordem cósmica

Estou sozinha numa clareira.

Nunca pensei que estar completamente sozinha

pudesse ser tão reconfortante.

Não tenho mais vontade de morrer.

A morte veio para mim no instante

em que me afastei do mundo

e me tornei o mundo.

Sou uma gota de vida dançante.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s