.

Minha dor tornou-se uma mercadoria.

Vendo minha alma pura por um lugar no inferno. Qualquer lugar é mais são do que essa selva.

Sentimentos alheios que te esfaqueam

Sentimentos próprios que me destoem.

Há para onde fugir.

Vendo meu corpo por momentos efêmeros de parvo prazer.

Não sei ser.

Só sei doer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s