Quão doce são os amores de adolescente.

Uma mente tão juvenil influenciada por uma velha alma… quantos poemas me renderam.

No entanto, minha mente já sofrera um bocado, já vira acontecimentos doentios e sentimentos errôneos. E agora sinto-me incapaz de saborear as gotas de inocência que um amor derrama em nossas bocas e corações.

A amargura da vida me contaminara.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s