Parca

A Golden Thread (1885) – John Melhuish Strudwick

Aposto que tu a amas porque ela é insana.

Hoje, suas palavras não fazem sentido algum para um verme frugal como tu.

Nem amanhã…

Talvez daqui a três encarnações farão.

Aposto que tu só as entenderás após viver os certos estados místicos de consciência que ela viveu no próprio quarto

Sozinha… na mente dela.

Experiências de vidas passadas.

Aposto que tu já sabes que a alma dela é venenosa.

Infecta teu espírito e apodrece tua parca vontade de viver.

“Oh sim, Yahweh! Ela me rasga e me faz renascer.”

A tua vida desgraçada tornou-se pueril

E só faz sentido ao lado daquela criatura demoníaca proferindo heresias capazes de causar tremores pela Terra.

Aposto que ela te faz  questionar a tua sanidade e tua insignificância no Universo.

Ela não é tua deusa. Nem uma e nem três.

Ela se tornou a própria religião. A tua religião.

A história de vida dela é a mitologia. O corpo dela é teu templo.

E como um fiel mundo, tu te martirizas para renascer tão sacro quanto ela.

Em vão, eu vos digo.

Nietzsche anunciou décadas atrás que Deus está morto.

E, de fato, está.

Ela comprou a alma Dele e desceu à Terra fingindo sê-Lo.

Nietzsche esquecera de dizer que ela O matou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s