Estou sem inspiração para escrever nos últimos tempos. Antes, minha dor poeticamente se transformava em versos rabiscados e mal-feitos, porém eficazes em amenizar o peso de viver.

Hoje, apenas choro. Faço uma prece a qualquer deus para me fazer desaparecer por um momento. Ou por vários.

Incontáveis momentos de pura inexistência.

Mas como verei teu sorriso torto de novo? A cicatriz no canto do teu lábio, tua barba mal feita, tua respiração lenta enquanto adormece ao meu lado…

Como serei tua novamente?

Como sentirei tua alma pulsar como se desabrochassem milhares de flores na primavera de uma só vez?

Nem sei mais onde eu queria chegar. Como eu disse no começo, não tenho mais inspiração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s