Loccus

Desde a última vez que te viram

Meus olhos decidiram não parar

E a possibilidade de ver-te novamente

Na manhã de domingo gelado

Apenas esperando que teu olhar me esquente

É o bastante para me tirar o ar.

Combinações de palavras

Pintadas pela parede

Ainda não conseguem explicar

A tempestade que me persegue

Quando já não sei quem eu sou

Às 3 da manhã no chão do bar.

E ao beber da tua alma

Agora sei que sempre estive sedenta

Teus lábios se bifurcam em trilhas

Que levam ao um universo

Onde só a mais insana das mentes entra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s