Foi só um sonho.

Chega a ser engraçado.
Eu contaria aos meus amigos na mesa do bar, e nós riríamos até algum deles se engasgar com a cerveja, e então riríamos mais ainda.
Seria bem engraçado mesmo.
Esse medo irracional que tenho de te encontrar algum dia na rua, de ter que olhar nas profundezas desses teus olhos castanhos, de ter que balbuciar um cumprimento nervoso, de ter que mentir sobre como estou bem. Mas eu paro e analiso a impossibilidade de tal evento. E é aí que deixa de ser engraçado, pois me deparo com um medo maior ainda.

O medo de não te ver nunca mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s