Sol, o ser

É. Para mim o Sol é um ser. Um ser que respira, que se alimenta, que mata para sobreviver e que um dia vai morrer.
Julgo o Sol pela sua capacidade de manter todos os seres vivos. Então, obrigada…?
Não, nada de agradecimentos. Vou reclamar desse seu desejo de manter a todos vivos. Por que?
Eis uma carta expressando minha agonia que escrevi para o Sol:

” Você está tão longe, nunca nos conheceu e eles só causam danos à um de seus queridos filhos mais próximos, a Terra. Por que insistir em uma espécie tão destrutiva?
Olha, eu amo a Terra, a acho um dos planetas mais bonitos de seu sistema, por isso não quero que ela se vá. Isso é algum tipo de experiência e a Terra foi escolhida como cobaia? É isso? Como irei viver sem ela? Minha existência não fará sentindo algum, devo admitir.
Sugiro uma aproximação maior de sua única filha. Ela sente sua falta. E odeio admitir que meu lado escuro está certo: destrua os humanos o mais rápido possível.

Atenciosamente, a Lua.  “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s